domingo

Antes de dobrar os montes


Anoitecer em Porto Alegre






vens
vês que o sol vai se por
urucum na pele tua
             a  morenar

para quedar na lua guardiã
antes dos montes, meu amor
teus olhos
         inda mais lindar

 meu sol vai se adegar 
              para amanhã
              mas antes de entristecer
                                             és tu
                          última à primeira

             inspiração de amanhecer


Amanhecer em Belo Horizonte

12 comentários:

Adri Aleixo disse...

Uma linda declaração de amor, Pizano!

Você é um poeta muito querido, creio que este ano nos conheceremos em outubro, no Lançamento de "Meninos de São Raimundo".

Beijo e até!

Assis Freitas disse...

o título me remeteu traz os montes, fado, insígnia a vicejar



abraço

Verso Aberto disse...

ô Adriana

que bom
certamente estaremos lá
esses meninos também sou eu

bjão

Verso Aberto disse...


fado mineiro

rsrss

Tania regina Contreiras disse...

E ainda há quem fale dos amores com esse amor que já não há: uma lindeza!

beijos,

Verso Aberto disse...

ah Tânia

não há poesia sem espírito livre
mas, o coração ...

essa ficção é que nos encanta

obrigado parceira
bjao

Primeira Pessoa disse...

marquinho,
a poesia está In love com você.

beijão,
r.

Verso Aberto disse...

Beto, mano meu

aquém do sim e do não
nada mais há de revolucionário
além do amor

bjao amigo

MA FERREIRA disse...

Admiradora dos seus versos, sempre!

Verso Aberto disse...


retribuo admiração pelo seus versos de barro

abs Ma

José Carlos Sant Anna disse...

É deixar o canto se espraiar. É cantar, delirar, arder.É não perder o instante...
Grande abraço, Pizano,

Verso Aberto disse...



e isso é viver

abs José Carlos