sexta-feira

Festa

Tu és
Clamor em canção
O amor se fez a mover
Com mais e mais frisson

És festa
Dançais um belo blues
Sem rota teu corpo a chover
A bailar nu ébrio

Afagas um drink
O ar explica tudo
O fim há de haver

Afora o drink
Tu és vinho tinto
Corpo e alma
Em minhas mãos

és mais
és mais
ôo pra mim
mundo a teus pés

em ritmar
e verter
todo o mal
em festa


12 comentários:

f. talal disse...

que voz mano! que voz!

ainda bem que ela permanece eterna a apenas um clique!

um abraço saudoso...

Verso Aberto disse...

pois é Fouad

e ela sempre será bela
vertendo mal em festa
para a alma

abração mano

MIRZE disse...

At last, not at least!

Belo poema, belíssima voz!

O blues então sem palavras.

Beijos

Mirze

Verso Aberto disse...

é Mirze
há um apelo emocionado
um fascínio
nesta voz

ela realmente põe
corpo e alma em nossas mãos

obrigado pela carinhosa presença
abs mana

Assis Freitas disse...

eita festa etta



abraço

Verso Aberto disse...

no blues o ar explica tudo
At Last

abs Assis

Adriana Aleixo disse...

Lindo, poeta! "o mal que vira festa"

Puro Frisson!!!

Bjo!

Verso Aberto disse...

oi Adriana,

Etta tinha uma energia mágica
não podemos esquecer que ela colocou a voz nos primeiros acordes do rock

abração

Ma Ferreira disse...

Que voz!! que versos!!

bjs

Verso Aberto disse...

oi Ma
bom rever você
é mesmo!!!
ninguém como ela
na voz poeta
ora cometa
ora borboleta
sempre Etta

abração amigo

joao paulo guedes benedetto disse...

Combinando os sentidos a gente cria mais significado pro verso e pra voz. Irmão poeta você está condenado a nunca mais parar de vibrar a sua arte...

Verso Aberto disse...

Nossa João, vc andou bastante por aqui heim... espero que tenha gostado.. e que façamos da vida uma grande festa rsrsrs

abs de irmão