sexta-feira

Recomeço

uma casa
um canto agasalho
que agora extravasa
um sonho grisalho

reencontro e mudança
que o tempo não apraza
sem trinco nem tranca

casa de desilho
conversas e sonecas à tarde
na trilha sonora do vento em soleiras e sombreiros

abraço apertado
abrigo de amigo
como o livro para a palavra
que nos livra da solidão

domingo uma casa
que reflori meu brilho
e ancore vôos de filho
- pipas de manhã 

10 comentários:

MIRZE disse...

Marcos!

Senti uma sensação de segurança que só se encontram em grandes amigos, Como se a casa, abrigo, estivesse sempre aberta para acolher.

Lindo poema!

Beijos

Mirze

Verso Aberto disse...

oi Mirze

é que estou de mudança para novo apartamento... é pequeno - um abraço apertado mesmo - mas bem aconchegante...

espero sua visita lá também...

abraços mana

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

Pizano,

Casa, livro que nos livra da solidão: linda lavra, rapaz...
De se habitar inteira, inteiro...

Abraço valadarense,
Ramúcio.

Verso Aberto disse...

é Ramúcio, a palavra tem várias moradas... o livro pode não ser a mais importante, mas é a mais solidária

não permitisse o livro que a palavra também nos habitasse, o que seria da gente? rsrsrsrs

abs mano

Bípede Falante disse...

Marcos, preciso do seu email. Não posso dar muitas explicações porque esse comentário é aberto. É para você participar de um post de aniversário sobre você sabe quem rsrs
Eu sou a Lelena. E o meu email é bipedefalante@gmail.com
ps. Não entrei em contato contigo antes porque o seu email não veio na lista dos tertulianos.
beijo.

Ma Ferreira disse...

Oi Marcos..
Não estava conseguindo acessar seu
blog por lá.
Mas cá estou.
Bacana seu poema.
Casa..sempre o porto seguro, neste nosso mundo tão inseguro..

Beijo...

Verso Aberto disse...

Oi Lelena
obrigado pela visita

a gente vai se falando

abs

Verso Aberto disse...

já estava com saudade

quando jovem, a gente quer morar no mundo...
mais velho, quer por o mundo onde mora rsrs

esta e a nova casa estão sempre abertas para receber sua visita... venha mais vezes...

abração abertado

Assis Freitas disse...

filhos incitam elevação de olhar, ventania de passos, cânticos de alvorecer



abraço

Verso Aberto disse...

ao mesmo tempo em que nos ancoram

abs Assis