sexta-feira

Túlio

você fala - me ouço
você pensa – me reflito

ando seu ritmo
tropeça meu gesto
íntimo último

se me aparenta até mesmo nas tiradas mais infames que habito

espinha nariz reclames
cabelos olhos mansidão
e como filho sai ao avô... tomara que a larga calva não

me alegro me comovo
com você
meu filho
irmão gêmeo mais novo

11 comentários:

Verso Aberto disse...

Túlio faz 18 anos

quando um pai olha para o filho
entende porque vale lutar pela vida
incondicionalmente

quando um pai se vê no filho
transcende
entende o resto

obrigado manuvéi
parabéns

MIRZE disse...

Parabéns à você também !

Espero que seja dedicado como você. Embora que para os filhos a gente só peça a felicidade deles.

Beijos aos dois!

Mirze

Verso Aberto disse...

Mirze, nós agradecemos muito

você tem razão... é nossa a felicidade deles

abs

Anônimo disse...

Ai Pizano, que lindo! Falar de filho sempre me emociona. Ainda mais filh(O). Eu tenho trÊs, entendo bem os seus versos, amoooooooo de paixão.
Bjo!!!

Adriana Aleixo

Verso Aberto disse...

então, você tem bem mais experiência do que eu rsrsrs

mas, é mesmo sempre uma grande emoção falar de filhos, em qualquer data, e em momentos especiais assim parece que os pais ficam mais bobos ainda

obrigado Adriana
abs

Luiza Maciel Nogueira disse...

Muito belo teu filho em poesia e imagem. Beijos.

Verso Aberto disse...

Luiza, agradecemos sua generosidade

ele parece mesmo ser um irmão gêmeo para muitos amigos... esta é uma grande qualidade

abs

Adriana Aleixo disse...

Tem um docim mineirim preparado com carim no meu blog.
Bjim!

Verso Aberto disse...

ôba rsrsrs

Macabea de La Mancha disse...

Coisa mais linda, Pizzano! Que bela declaração. Teu irmão gêmeo mais novo deve ter muito orgulho.

Abraço carinhoso da Macabéa!

Verso Aberto disse...

Oi Macabéa, obrigado pela visita

é, eu fiquei meio assim porque poderia ser uma exposição excessiva de intimidade

mas o poema falou mais alto
agradeço muito a receptividade

abração procê