domingo

Vértice


na serra da vida
é pesada a caminhada
o pódio o cume a fadiga

o que resta é descida
desandada padecida
ao seu pé enterrada

mas, se do céu a vida partisse
como anjo semente caísse
e o pódio na terra alcançasse

o resto seria suave subida
ascenção da lótus ferida
para no colo dos deuses curar-se

3 comentários:

Fouad Talal disse...

pois não se alente não meu amigo, que você ainda vai continuar "pizano" muito chão ao nosso lado! rs

abração!
ft

Blog do Pizano disse...

boa boa boa rsrsrs

Wilson Torres Nanini disse...

Pizano,

viver é a gnt ir ganhando o-com-que-comprar o ingresso pro próximo degrau.

Ritmo bem gostosim o do seu poema.

Fortíssimo abraço!