sábado

Preguiça hibernal

A dor grita com a gente
- acorda, moço, corre pra vida
O amor boceja e discorda
- ainda não, ainda não

2 comentários:

Assis Freitas disse...

às vezes quem hiberna é a poesia, noutras lateja e quando a gente pensa que some, viceja


abraço

Wilson Torres Nanini disse...

Pizano,

amor sabe das coisas, amigo!

Que todos os passos se nos deem através dessa premissa!!!

Forte abraço!