domingo

O poder da palavra


versos farsantes dissimulam
forçam: vozeiam e estrangulam
torturam, mas não violam a poesia

mesmo na boca do poder
não há palavra insensível

2 comentários:

Fouad Talal disse...

toda palavra é uma seta piza, ainda que torta e que não nos acerte em cheio, ela sempre nos tange...

escreveste uma verdade irmão!
aquele abraço.

Blog do Pizano disse...

A palavra denuncia o olhar distante, o sorriso enganador, a voz vacilante, o toque frio, o gesto traidor. Baita responsa a nossa, heim, Fouad! Agradeço muito. Outro abraço.