sexta-feira

oiro-fio

somos sonhos
vivemos de acenos silenciosos
morremos serenos misteriosos


sonhos tontos
tantos tortos muitos mortos
vagando entre plumas e pedras

3 comentários:

Assis Freitas disse...

de que matéria nos compõem os sonhos,


abraço

Lavínia Saad disse...

sonhamos sonhos
tortos

vivemos aflitos
misteriosos

morremos simples
expostos

Blog do Pizano disse...

Caro Assis, acredito que só a poesia poderá nos responder.

Lavínia, lindos versos. É uma honra recebê-los

forte abraço