domingo

Você pra mim


Vênus


o véspero tempero da tarde
traz arte ao seu olhar singelo

como se
     por um átimo
                tudo parasse para suspirar





Jasmim Azul
flor de luz que brota do sul
sensual jardim em cósmico ninho
     amorosamente
azul de jasmim

tarde assim convém com verde vinho
saborizando a vida
     aromosamente
você pra mim

13 comentários:

Nicast disse...

tarde assim, só fazendo poema.lindo.

Assis Freitas disse...

"o véspero tempero da tarde", isso é de torar, maravilha




abraço

Primeira Pessoa disse...

assino em baixo e em riba: de torar.
fora a sensação de véspera que o entardecer nos traz.
é nuvem tapando o sol.

beijão, markim.

Verso Aberto disse...

oi Nicast

é o feitiço o azul do céu pela lente verde do vinho

e um alquim a mais rsrsrs

obrigado pela visita

abs

Verso Aberto disse...

Assis, meu velho

de tão bela guia
a estrela d'alva está mais para estrela d'alma

abs mano

Verso Aberto disse...

ô Beto

nada melhor do que a ansiedade do amor
(menos o próprio, claro)

é este tom de azul que melhor acolhe uma noite de romance e beleza

(santa maldição de Vênus rsrsrs)

manuvéi
forte abraço

Resistência de Apodi disse...

Sempre sedutores poemas sensuais!
Sempre bom me derreter um pouquinho por aqui!

Abraço da Macabéa!

Verso Aberto disse...


aromas e sabores
seduzindo a vida

bom ver vc aqui Macabéa

abração

Tania regina Contreiras disse...

Cores, aromas e sabores....E um olhar singelo, que já é ele próprio arte.

Beijos,

Aline Barra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aline Barra disse...

Poemas venusianos...
Poesia afrodítica (ou seria afrodisíaca?)...

Sempre que venho aqui lembro-me do conselho de Baudelaire: embriaga-te! E penso mesmo que vc o toma ao pé da letra, Pizano... E embriaga-nos!


Abraços!

Verso Aberto disse...

é Tânia
é a arte de instalar o belo com o olhar

abração procê

Verso Aberto disse...

oi Aline

tomemo ao pé e à sombra da letra e aos litros delas rsrs

avoé!